Dando Nota

Rodrigo Alves

Descaso Total

lixo-01

Publicado no Jornal de Piracicaba em 24 de março de 2017
Caderno Cultura – Página 2

Todos os meses o celular toca. A moça, gentil, solta a ladainha: “senhor, tenho um plano novo, que melhor se adequa ao seu perfil”. Depois de muito esforço, interrompo: “esse plano, por acaso, é mais barato?”. Vem a negativa. Encerro a chamada.

É Vivo, Claro, Embratel, TIM, Oi, Telefônica. É Sky! É Net! Visa, Mastercard! Para não dizer que são sempre as mesmas, telefonaram de uma loja de móveis. Showroom imperdível! Nem minha mãe me telefona tanto!

Pouco importa se o seu número está cadastrado na lista de “antimarketing” do Procon. Telefonam do mesmo jeito. Algumas com mais frequência, como a Vivo, que até estou revendo se devo ou não continuar com a operadora.

A questão é: toda a vez que uma atendente de telemarketing liga, por mais educada e prestativa que seja, provoca o efeito contrário. Será que realmente aquele serviço é útil?

O plano do celular, por exemplo: nunca consumi os 100 minutos contratados. De repente, chega o aviso de que no próximo mês haverá um reajuste de R$ 7. Recado dado em letras minúsculas, ao final da fatura. Poxa, Vivo, 10%! Ainda mais agora que o prefeito quer congelar o meu salário?

A mesma operadora tem critérios questionáveis para o consumo de internet. Se você usa com frequência, a cota vai embora em duas semanas e meia, três semanas, no máximo. Depois surgem os apelos: “não fique off-line, contrate agora mesmo o plano adicional”. Tolinho que sou, sempre me rendo. No final, fico sem renda.

A TV a cabo é outra novela. Tentaram empurrar o combo TV-telefone-internet. Resisti. Sem número fixo em casa, por enquanto. Alegaram que o serviço sairia mais caro. Mesmo salgada, a dupla TV-internet foi levada pelo idiota.

Eis que, agora, diante de um momento de “austeridade econômica”, o primeiro item a ser cancelado pode ser a TV a cabo, mantendo apenas a internet, que também deixa a desejar e cai incontáveis vezes.

Afinal, TV a cabo para quê? A Netflix supre, nos últimos tempos, os poucos minutos de lazer, por uma mensalidade que se ajusta aos meus padrões financeiros. Para que adianta um pacote de 999 canais, se assisto 10 deles, numa frequência cada vez mais espaçada?

Faz um certo tempo, levei um susto quando a anuidade do cartão de crédito simplesmente triplicou. Tudo por causa da gerente, também ao telefone, que insistiu sobre o novo modelo de chip. “Vai chegar aí, pelos Correios, e você desbloqueia”. Como ela foi mentirosa e dissimulada, perdeu o cliente.

Peço perdão às atendentes de telemarketing. Adoro todas, com seus sotaques. Sei que precisam cumprir meta e são contratadas para vender. Eu apenas não quero comprar nada e acordei de saco cheio de tantas ligações.

Às empresas, fica o recado, simples e direto: descaso com o consumidor é dano moral!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 24 de março de 2017 por em Opinião.

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions! Aquecendo com a #MinhaOSP A Arte em Bronze, exposição que será aberta nesta sexta-feira, 7, na Pinacoteca Miguel Dutra, às 20h, reúne obras de 34 artistas do Brasil e do exterior. Visitas até 29/7, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Entrada gratuita. #Piracicaba250anos
%d blogueiros gostam disto: