Dando Nota

Rodrigo Alves

Preguiça

preguic%cc%a7a

Publicado no Jornal de Piracicaba em 16 de dezembro de 2016
Caderno Cultura – Página 2

Acordo com uma inspiração danada de escrever meu texto semanal. Um texto forte, que provoque comentários, aguce os ânimos e desperte debates. Tomo uma xícara grande de café, assisto parte do telejornal e vou pro banho. Ligo o computador e, com a tela em branco, percebo que a vontade passou. Deu lugar a algo inexplicável.

É bem estranho. Essa sensação me persegue desde o início do mês, quando virei a folhinha do calendário na geladeira. Chegou sem pedir licença. Anunciou e denunciou os últimos dias de 2016.

As hipóteses mais prováveis seriam o corpo pedindo para desacelerar, a mente raciocinando em slow motion e aquela vontadezinha das férias. Ou um pouco do jeitinho brasileiro, que entra no clima das festas de fim de ano e só pega no tranco depois do Carnaval.

Falta de assunto, não é! Há um leque vasto de situações recentes, que renderia, neste momento, bons pares de linhas. A preguiça é grande para muitas outras coisas. Sai de mim, sua indolente!

Preguiça de ir ao supermercado e na academia. Preguiça de escolher os presentes de Natal. Preguiça de ler textão. Preguiça de encontrar uma palavra melhor para definir algo que não é exatamente preguiça.

Até para a Netflix estou com preguiça. Terminei os oito episódios da última série e estou sem paciência de percorrer o catálogo em busca de algo interessante. Aí está: falta de paciência. Poder ser isso e não necessariamente a preguiça. Ou as duas juntas, somadas e multiplicadas por 12, para combinar com dezembro.

A preguiça, mais a falta de paciência, é extensiva às redes sociais. Preguiça de comentar os posts dos amigos. Falta de paciência para escolher entre amei, hahaha, uau, triste e Grr. E, mais ainda, de compartilhar muitas das notícias lidas.

Confesso, porém, que a preguiça de escrever é rara. É meu ofício, pois! É o que mais gosto de fazer. É também o ganha-pão, que garante o leitinho das crianças todo mês.

Mas a preguiça, neste caso, é de escrever e ser mal interpretado. Não apenas nas palavras, mas nas intenções. Bate uma preguiça (ou falta de paciência) partir para o embate, ser didático, explicar que não é bem aquilo que a pessoa entendeu. Vem um #xapralá! (assim mesmo, com hashtag e exclamação).

Estou com preguiça, sem inspiração ou falta de paciência para escrever sobre a PEC do Teto, o Caixa 2, as novas regras previdenciárias, as medidas de combate à corrupção, o projeto sobre abuso de autoridade, a Lava-Jato, a Zelotes, o Temer, a Dilma, o Moro, os dreadlocks no cabelo da cantora Anitta e o discurso histórico de Madonna ao ser eleita a Mulher do Ano.

Deu até vontade de ser jornalista de celebridade, redigir notícia com o título: “Susana Vieira passeia pelo Leblon”.

Essa confusão toda, sobre o que se escreve e o que é lido, sobre o que se fala e é compreendido, me fez recordar uma professora de geografia da oitava série. Na ponta da língua, ela soltava, de forma sistemática, dois divertidos trocadilhos.

Não confunda bife à caçarolinha com rifle de Caçar rolinhas.

Tratado de Tordesilhas não é o tarado atrás das ilhas.

Até a próxima sexta-feira, sem preguiça e com inspiração! Ho-ho-ho!

Um comentário em “Preguiça

  1. Pingback: Preguiça — Dando Nota | O LADO ESCURO DA LUA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 16 de dezembro de 2016 por em Opinião e marcado .

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions! Aquecendo com a #MinhaOSP A Arte em Bronze, exposição que será aberta nesta sexta-feira, 7, na Pinacoteca Miguel Dutra, às 20h, reúne obras de 34 artistas do Brasil e do exterior. Visitas até 29/7, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Entrada gratuita. #Piracicaba250anos
%d blogueiros gostam disto: