Dando Nota

Rodrigo Alves

Música que transforma

conceicao-do-coite-musica

Publicado no Jornal de Piracicaba em 22 de julho de 2016
Caderno Cultura – Página 2

Esta semana eu fiquei apaixonado por Conceição do Coité. E também virei fã de Maria Valdete Almeida, moradora do município de 68 mil habitantes. Eu não visitei o interior da Bahia, onde vive a professora de artes, mas tive a sorte de conhecer 14 de seus munícipes.

O que Maria Valdete me ensinou? Que ainda existem pessoas de bem nesse mundo. Que é possível pensar no próximo. Que uma boa ideia pode render frutos. Que é preciso iniciativa. Que vale a pena acreditar nos jovens. Que o conhecimento deve ser compartilhado e multiplicado. Que as artes transformam.

Entusiasta da música clássica, a professora de artesanato e pintura criou uma orquestra na região do semiárido baiano. Ela teve ajuda do irmão (um padre que vive nos Estados Unidos) e de um maestro autodidata. No começo foi necessário abrir as portas de sua própria casa, mas o projeto cresceu, adquiriu instrumentos e conquistou uma sede.

O que Conceição de Coité tem a ver com Piracicaba? Muito! Assim como Maria Valdete, Piracicaba transforma a trajetória de jovens instrumentistas, por meio do Feimep (Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba).

Lá em Conceição do Coité, o projeto Santo Antonio de Música atende cerca de 200 crianças e adolescentes, sendo sete encaminhados para a formação acadêmica em artes. Aqui em Piracicaba, o Feimep torna acessível, nesta edição, a educação musical a 177 jovens instrumentistas. O público também é contemplado todas as noites, durante uma semana, com apresentações gratuitas.

Para chegar a Piracicaba, os estudantes da Bahia, com idade entre 13 e 23 anos, encararam dois mil quilômetros numa van, aproximadamente 30 horas de viagem. Parece muito, mas nada disso seria possível se a própria comunidade não acreditasse no potencial de cada um. As mães, então, se uniram para arrecadar recursos e promoveram o Caruru Beneficente, uma espécie de quermesse, com músicas e comidas típicas.

Assim como a comunidade de Conceição do Coité mantém-se engajada no crescimento de seus jovens músicos, há os que acreditam no Feimep, professores vindos de diversas regiões brasileiras e também dos Estados Unidos, da Suíça e do Canadá. Eles percorrem longas distâncias para se dedicar ao ensino musical de crianças a adultos, de 53 cidades brasileiras, incluindo os jovens de Conceição do Coité.

Além de presenciar a cada edição do Feimep, neste sétimo ano tive a grata felicidade de perceber o quanto os estudantes do Projeto Santo Antônio são engajados socialmente. Eles aproveitaram o intervalo das masterclasses para visitar a Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba, onde percorreram cinco alas, entre elas a de hemodiálise e o setor de pediatria, para levar música aos pacientes do hospital.

Anderson, Claudiane, Daniele, Geniele, Géssica, Isabela, Jamille, Láizila, Lavinia, Letícia, Thomas, Natalle e Sara sairão transformados de Piracicaba, mas também deixarão uma grande contribuição para a nossa cidade. E ao chegarem a Conceição do Coité darão um abraço, em meu nome, na dona Maria Valdete. Pessoas como ela alimentam a esperança de que o amanhã há de ser melhor.

Um comentário em “Música que transforma

  1. Ninfa Zamprogna Barreiros
    22 de julho de 2016

    Muito bom dia e melhor com o artigo da moçada baiana. Que eles tenham sucesso sempre nessa jornada de músico. bjaum Ninfa

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#piracicaba250anos #piracicaba250anos #PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions!
%d blogueiros gostam disto: