Dando Nota

Rodrigo Alves

Música nas Escolas

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado no Jornal de Piracicaba em 18 de setembro de 2015
Caderno Cultura – Página 2

São nove horas da manhã e a quinta-feira está cinzenta, com nuvens carregadas. Uma van estaciona em frente ao imóvel 220 da rua Braulio Pedroso. O veículo traz quatro “homens de preto”, com grandes estojos em mãos. Alguns instantes depois, eles chegam à sala de aula para quebrar a rotina de 70 estudantes ao som de Vivaldi. É a estreia do projeto Música nas Escolas.

Desenvolvido pela Orquestra Sinfônica de Piracicaba em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o projeto teve seu start no último dia 10, na Escola Rachel de Queiroz, no Alvorada 3, onde os alunos dos quarto e quinto anos do ensino fundamental assistiram ao quarteto de cordas, composto por violinos, viola e contrabaixo.

No dia seguinte, o Música das Escolas visitou a Escola Professor Aracy de Moraes Terra, no Água Branca, na formação em sopro, com fagote, clarinete, trompa e flauta. O cronograma será semelhante até 2 de outubro, quando a iniciativa terá percorrido oito escolas municipais, levando a música erudita para 560 alunos da rede pública.

Pelo projeto, os estudantes puderam ouvir, entre outras coisas, a canção-tema do filme Piratas do Caribe e perceber o quanto a música clássica está presente em suas vidas. Um garotinho, no canto da sala, lembra da “musiquinha do caminhão de gás” e, para ilustrar, o quarteto executa Für Elise, de Beethoven. Surge um pedido inusitado: “toca a música de casamento, por favor?”. Solicitação atendida, o quarteto apresenta a peça Sonho de uma Noite de Verão, de Mendelssohn.

Curiosas, entre uma música e outra, as crianças deixam a timidez de lado. Como surge a música? De que forma ela é composta? Como funciona uma orquestra? Quanto custa um instrumento musical? É caro estudar música? O dedo do instrumentista fica machucado? Quanto tempo dura a crina do violino? Qual a diferença de música clássica e erudita? Na sequência, também pedem para ver as partituras e perguntam como os músicos conseguem decifrar as notas no papel.

Atípica também é a movimentação nos corredores da escola. São os funcionários da merenda e da limpeza, atraídos pelo som, que se posicionam na porta. Quando o quarteto parece encerrar suas atividades, quem pede para segurar o violino é a própria diretora da escola, diante dos aplausos da sala. Antes da partida dos instrumentistas, os estudantes formam uma fila. Chega a hora de manipular os instrumentos, sentir suas cordas, perceber suas curvas, notar as peculiaridades, entender as diferenças.

O Música nas Escolas é mais um bem-sucedido projeto da Sinfônica para os seus 115 anos, ocasião que marca também a chegada do maestro Jamil Maluf como regente titular e diretor artístico. Ele tem conduzido a temporada 2015 com “casa cheia” no Teatro Erotídes de Campos e faz planos de levar as crianças para concertos didáticos no Engenho Central, em 2016, novamente em parceria com a Secretaria de Educação.

Somos seres ligados ao som. É o choro que nos identifica ao nascer. Ainda bebês, as cantigas de ninar são entoadas repetidas vezes pelas nossas mães. A música segue em nossas vidas, despertando emoções e sentimentos, mas essa paixão pode se perder no meio do caminho. No caso do Música nas Escolas, o projeto desmitifica a música clássica e a coloca como aliada no processo de aprendizagem numa fase importantíssima para as crianças: a das descobertas. É mais uma prova de que pode haver encantamento na sala de aula, terreno fértil para o desenvolvimento da imaginação, do estímulo e da sensibilização.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#piracicaba250anos #piracicaba250anos #PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions!
%d blogueiros gostam disto: