Dando Nota

Rodrigo Alves

Facebook colorido

celebrate pride
Publicado no Jornal de Piracicaba em 3 de julho de 2015
Caderno Cultura – Página 2

Na semana passada, ao encerrar a típica sexta-feira de trabalho, muita gente se surpreendeu ao abrir a timeline do Facebook. Boa parte dos amigos — do universo virtual e também da vida real — ostentou uma foto colorida no perfil e a hashtag LoveWins.

Embora tivesse lido sobre a garantia constitucional do casamento entre pessoas do mesmo sexo em terras americanas, jamais imaginei que um ato lááá nos Estados Unidos acendesse o furor no Brasil. De impulso, colorizei meu perfil com o arco-íris. Minutos depois chegaram as primeiras ameaças, algumas até em nome de Deus.

Quanto mais eu deslizava os dedos pela tela do smartphone, mais a timeline ficava colorida. Artistas, instituições, bandas, grupos de música e teatro, empresas e órgãos ligados ao governo pareciam adotar uma única mensagem: o amor venceu. Por apenas algumas horas, mas venceu.

Apenas um avatar colorido? Um meme, como tantos? Mais um experimento da corja de Mark Zuckerberg para manipular os usuários? As hipóteses começam a brotar, as desculpas também. Enquanto o fim de semana chegava, mais pessoas tomavam coragem para aderir, mas só depois que muitos amigos mudaram as fotos.

Peço atenção dos críticos vorazes ao atual governo. Raciocinem com distanciamento: se Dilma, a presidente da República, aderiu ao gesto, é como se ela, sorridente e colorida, pisoteasse a bancada do boi, da bíblia e da bala no Congresso e declarasse com todas as letras: “mudem a nossa Constituição. Eu apoio e não veto.”

É preciso enaltecer o “bom e corajoso” gesto de algumas instituições, como MST, Itaú Cultural, Sesc, Museu de Arte do Rio, Masp, Faculdade Cásper Líbero e Filarmônica de Minas Gerais. Além destas, o Palácio do Planalto, os ministérios do Trabalho e Emprego, Justiça e Cultura, a Prefeitura de São Paulo e o Governo do Estado de Minas Gerais.

Seria utópico imaginar que todo o Facebook ficaria colorido, mas há de se refletir sobre a porção considerável de órgãos que demonstrou, que sim, o que importa é o amor, não o que acontece entre as quatro paredes de homem e mulher, mulher e mulher ou homem e homem. Isso diz respeito ao casal.

Eu aceito o time dos “silenciosos”, que ficou em cima do muro. Mesmo na rede social, com a aparente liberdade, há uma forte repressão. Somos policiais de nós mesmos e tememos ao outro. Uma foto colorida é a moral abalada, a desconfiança sobre a sexualidade e isca para piadinhas infames de preconceituosos de plantão.

Só não perdoo o cão esbravejador, raivoso, com espuma na boca. Esse faz parte da minha lista de “ex-amigo”. Pois o #LoveWins também serviu para entender de que lado cada um está. Se alguém coloca como portador dos “bons costumes” e se diz porta-voz da divindade, não vai figurar na minha timeline. Sequer é digno de meu aceno na rua. É isso: o meu Facebook ficou mais limpo — e se alguém estiver ofendido, que me bloqueie.

Não adianta dizer que é modinha dos imperialistas ianques. Que somos babacas do terceiro mundo. Não venha com o discurso religioso. Sai pra lá com essa de que é preciso lutar contra a fome. Deixe de hipocrisia, diga que tem nojo, que mandaria todos para uma clínica especializada, com eletrodos no cérebro. Tire logo a máscara.

A empolgação com o Face colorido foi grande, ainda que uma semana depois os avatares se descoloriram. Da minha parte, dei um “like” para cada um dos perfis. Artista entrar na onda é legal, mas pessoas comuns têm que ser muito machos. Driblar uma ditadura disfarçada representa uma importante vitória, individual e global.

O Celebrate Pride é um passo para abrir novos caminhos. É para encorajar outras nações por mais informação, mais tolerância e mais direitos civis. Renato Russo cantou que “a humanidade é desumana, mas ainda temos chance”. Sim, amigos, o sol nasce para todos. #LoveWins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 3 de julho de 2015 por em Opinião e marcado , , , .

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions! Aquecendo com a #MinhaOSP A Arte em Bronze, exposição que será aberta nesta sexta-feira, 7, na Pinacoteca Miguel Dutra, às 20h, reúne obras de 34 artistas do Brasil e do exterior. Visitas até 29/7, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Entrada gratuita. #Piracicaba250anos
%d blogueiros gostam disto: