Dando Nota

Rodrigo Alves

Malabarismo ao volante

celular volante Publicado no Jornal de Piracicaba em 1º de maio de 2015 Caderno Cultura – Página 2 Dirigir tem sido uma façanha, cumprida com certa dose de estresse. Presenciamos abismados o crescimento vertiginoso de automóveis e motoristas na cidade, semáforos idem. Um bando que trava o trânsito com o uso do celular e com regras estabelecidas a bel-prazer. Sem tomar muito espaço para divagar sobre o uso adequado das setas, acessório de luxo, sou defensor árduo de um curso intensivo de malabares aos novos motoristas, ofertado nos centros de formação de condutores. Aos detentores de pontuação máxima seria entregue o título de pós-doutorado em trânsito. Também sou favorável que as aulas de malabarismos contemplem, na carga horária, o tópico “Como digitar no smartphone em tempo recorde enquanto o semáforo não abre”. A lógica seria: abriu, parou de digitar, acelerou, seguiu em frente e, como brinde, liberou o trânsito para quem dirige de verdade. Em Chongqing, na China, há faixas exclusivas para os pedestres que desejam caminhar e navegar nos smartphones ao mesmo tempo. A adaptação mais plausível, no Brasil, é da sinalização no asfalto. E que seja faixa na esquerda, facilitando a abordagem dos trombadinhas. Assim, motoristas formariam uma ampla e conectada zona para uso irrestrito de WhatsApp, Facebook ou Candy Crush. Embora encaremos celular e trânsito como brincadeira, a coisa é séria nos Estados Unidos, por exemplo, onde o Conselho Nacional de Segurança constatou que um a cada quatro acidentes é causado pelo uso indevido do telefone móvel. Outro estudo, do departamento de trânsito americano, demonstra que os riscos dos acidentes aumentam em 400% com a utilização de dispositivos móveis. Aqui em Piracicaba o mote da terceira campanha de conscientização do trânsito é o celular versus dirigir. Além das ruas, a prefeitura desenvolverá ações nas redes sociais, priorizando motoristas entre 18 e 39 anos. A constatação da Semuttran é que os itens com maior desrespeito são a falta de cinto de segurança e o uso de telefone celular, agravado pelos aplicativos de mensagens. No Senado há um projeto de lei que propõe adequação ao Código de Trânsito Brasileiro. Hoje, a multa é de R$ 86,13 e quatro pontos na carteira para quem é pego ao celular. Se a lei vingar, a penalidade iria para R$ 191,54 e sete pontos. Prisão de seis meses a um ano seria aplicada a quem cometer o abuso próximo a escolas, hospitais e terminais de transporte público. As imprudências com as novas tecnologias só vieram para somar com as antigas. É por isso que acredito num futuro sem calçadas para pedestres. Alargando o asfalto, seriam criadas faixas em zig-zag, ao grupo de indecisos entre a direita, a esquerda ou o meio da pista. O próximo passo: transformar o asfalto em pista de dança, com direito a roda de samba. Esgotadas as ideias, aceito contribuições dos leitores, a serem encaminhadas aos que dirigem abaixo ou acima da velocidade das vias, avançam o sinal vermelho, invadem o acostamento, ocupam duas vagas ao estacionar, utilizam fone de ouvido, buzinam à toa, utilizam áreas reservadas a idosos e deficientes e transportam crianças no banco da frente ou sem cadeirinha. Da minha parte, tenho ainda outra sugestão aos donos de gravadoras musicais, para uma campanha nacional. Já repararam que entre os adeptos de música alta ao dirigir ninguém ouve Bach ou Mozart no volume máximo? Nem Geraldo Vandré, Caetano, Gal, Chico? Adoraria ser acordado, de madrugada, por O Bêbado e O Equilibrista entoado de um Camaro (não precisa ser amarelo).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 30 de abril de 2015 por em Opinião e marcado .

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#piracicaba250anos #PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions! Aquecendo com a #MinhaOSP
%d blogueiros gostam disto: