Dando Nota

Rodrigo Alves

A criatividade dos eventos fakes

fakebook

Publicado no Jornal de Piracicaba em 6 de junho de 2014
Caderno Cultura – página 2

A quinta-feira foi estafante, de dupla jornada, e a vida real minguou minha façanha de navegar pelas redes sociais. A proeza tinha tudo para ser igual no dia seguinte, mas bastaram cinco minutos livres e, ao bisbilhotar o Facebook, levo um susto com a invasão dos eventos fakes. Confirmei presença em muitos e me diverti à beça com tamanha criatividade.

Antes de entrar no “mérito” das confirmações de presença, abro parênteses. Os convites não foram voluntários, pelo contrário, eu os provoquei. Vi muitos colegas virtuais aderindo e resolvi reclamar. “Sou normal demais?”, questionei com uma mensagem na timeline. Segundos depois pipocaram surpreendentes bizarrices.

Meu primeiro OK foi a aterrissagem do padre dos balões. Lembram do episódio, um misto de tragédia grega com ares de comédia? Ele envolveu Adelir de Carli, que planejava ficar 20 horas no céu com a força de mil balões. A repercussão foi tanta que concederam ao sacerdote o prêmio internacional Darwin Awards, cujos vencedores tiveram mortes acidentais inusitadas.

Também irresistível foi o convite para a sessão de descarrego para os possuídos pelo ritmo ragatanga. Tive que confirmar, afinal quem está com 30 ou 20 e poucos anos sofreu ao refrão chiclete da banda Rouge. Os adeptos das teorias da conspiração até consideraram satânico os indecifráveis versos “Aserehe ra de re, de hebe tu de hebere”. Melhor lugar e data não poderiam ter sugerido para o evento de cura e libertação: meia-noite de 25 de dezembro, no vão do Masp.

A sexta-feira seguia. Quanto mais tempo no Facebook, mais surpreso ficava. A saída foi entrar de bicão em pelo menos quatro eventos. Até o final de 2014 eu devo descer as cataratas com o Pica-Pau, acompanhar a reconciliação de Joelma com a lua e prestigiar o encontro nacional das retas paralelas. Outros dois convites vieram de última hora (e, tá, eu precisava confirmar): a carreata para degustação das pamonhas de Piracicaba (em Piracicaba, claro!) e a cagada coletiva na casa do Pedrinho.

Fiquei em débito com outras festas imperdíveis. Eram tantas, todas ótimas! Mas sabe do que eu mais gostei? Com a timeline entupida com as obras de ficção, desapareceram as discussões indigestas que rondam as redes sociais nos últimos meses. A turma do “não vai ter Copa” perdeu espaço. Os Dilmistas e Alckimistas ficaram em segundo plano. E eu juro: não vi sequer um post da TV Revolta. Quer coisa melhor que isso, minha gente?

Depois de uma sexta-feira como esta, voltar para a realidade foi preciso, mas o fim de semana ficou mais descontraído, com certeza. Se você não entrou na onda porque achou boba, se ficou irritado com as tiradas, ainda estou tentando entender os motivos. Levar as redes sociais a sério não é coisa de gente normal. É a velha máxima: não sabe brincar? Não desce pro Play! Como serei um dos presentes ao encontro para bater forte o tambor e fazer tic tic tic tic tac, nada mais oportuno do que evocar os filósofos amazonenses da Carrapicho: “já que é nessa dança que meu boi balança, o povo de fora vem para brincar!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 6 de junho de 2014 por em Opinião e marcado , , , , , .

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions! Aquecendo com a #MinhaOSP A Arte em Bronze, exposição que será aberta nesta sexta-feira, 7, na Pinacoteca Miguel Dutra, às 20h, reúne obras de 34 artistas do Brasil e do exterior. Visitas até 29/7, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Entrada gratuita. #Piracicaba250anos
%d blogueiros gostam disto: