Dando Nota

Rodrigo Alves

O dia que eu não me juntei a Gilberto Gil para salvar a internet

Gilberto Gil petição marco civil

Publicado no Jornal de Piracicaba em 14 de março de 2014
Caderno Cultura – Página 2

Esta semana Gilberto Gil me enviou um e-mail. Uma surpresa, claro! O título dizia Junte-se a mim para salvar a internet. A mensagem solicitava o apoio a uma petição pública para forçar a aprovação do Marco Civil da Internet, que se arrasta desde 2011 na Câmara dos Deputados. O projeto de lei é um dos mais importantes em análise pelos congressistas e, embora eu seja favorável, fiquei reticente com a adesão do cantor e ex-ministro da Cultura.

Antes de entrar no mérito desta que é classificada como Constituição da web, lembro o leitor que Gilberto Gil ocupa, no meu humilde conceito, o título de um melhores artistas do país. Seu show é uma experiência sensorial que todos devem provar na vida. Sua trajetória artística e a do movimento por ele fundado, o Tropicalista, deveria constar nos livros de história. Também não guardo resistências à atuação do cantor como ministro do governo Lula.

No entanto, fiquei espantado com uma campanha de Gil às vésperas da votação do Marco Civil pelo Congresso. Ela surgiu na última segunda-feira, 10, enquanto a votação estava prevista para a quarta-feira, 12. Apelar para a mobilização nacional com 48 horas de antecedência soou como oportunismo. Pareceu servir a interesses escusos não identificados. Um simples Google com o nome de Gil reforçou minha tese: com meta de 300 mil assinaturas, o sistema Avaaz angariou 100 mil adesões em apenas seis horas, puxadas pela popularidade do ex-político.

Na carta, Gil se diz encantado com o poder da internet e a criatividade que nela circula. Ao lembrar que sua geração lutou pela democracia e pela liberdade de comunicação, o ex-ministro cita o lobby das empresas de telecomunicações e diz que caso o texto seja aprovado da forma como está, “poderá declarar o fim da liberdade na rede e diminuir o nosso poder de escolha”. Gil afirma que a construção coletiva do Marco Civil remonta aos tempos de seu ministério e faz uma promessa: levará a voz de todos que assinarem a petição diretamente aos parlamentares.

Ainda na internet, encontro por acaso o nome de Gilberto Gil associado a uma outra notícia, sem correlação com a neutralidade da rede, datacenters ou direito autoral propostos pelo Marco Civil. Desta vez o baiano mandava um abraço virtual ao senador Aécio Neves, que fez aniversário recentemente. Alguém precisa entregar uma cartilha política para Gil, explicando que a estrelinha de Lula não se bica com o tucaninho do FHC. Pode ser apenas um gesto livre de interesses, mas gerou desconfiança pela forma como foi propagandeado pelo pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, num contexto pré-eleitoral.

Quero citar só mais um fato da própria rede mundial de computadores que me deixou com um pé atrás com o cantor-político. Passei a evitar o que sua turma prega na web desde outubro do ano passado. Gil, Caetano Veloso, Chico Buarque e Roberto Carlos, o mister Friboi, todos pertencentes ao Procure Saber. Sem pudor, defenderam a censura prévia na divulgação de imagens, escritos e informações biográficas. Ué, mas não foi Gil quem lutou pelo licenciamento colaborativo e aberto para obras autorais? E, agora, quer mesmo a internet livre?

Ao ter minha caixa de e-mail invadida com o discurso do ex-ministro, fui pego de calças curtas. Tá certo, muita gente aderiu. Eu pensei duas vezes e não assinei a petição. Ainda prefiro a voz de Gil nos palcos. Achei melhor os tuitaços com a hashtag VaiTerMarcoCivil e o trabalho da Rede Meu Rio. Considero o Marco Civil essencial. Será um ganho imenso aos usuários de internet no Brasil, se votado na totalidade. Mas a escolha do garoto-propaganda da campanha foi errada. Não me identifico com alguém que se diz “salvador da internet” e frequenta palanques opostos. A você, Gil, encerro com “aquele abraço…”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 13 de março de 2014 por em Curiosidades e marcado , , , , , .

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#piracicaba250anos #piracicaba250anos #PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions!
%d blogueiros gostam disto: