Dando Nota

Rodrigo Alves

Todos querem ser criança no Facebook

JPC111013-002P.indd

Publicado em 11 de outubro de 2013 no Jornal de Piracicaba

Ilustração: Erasmo Spadotto

A brincadeira da semana no Facebook respondeu pela troca de foto recente no perfil por outra da infância. Alguém começou, outro viu e achou legal e, assim, boa parte contribuiu com a proliferação do meme. Ostentamos nossos melhores ângulos nas redes sociais, de um tempo que não volta mais, e cuja a alegria de viver, somada à inocência, faziam parte de nossas vidas.

A ideia de brincar com fotos não é nova nas redes sociais. Em 2011, também por ocasião do Dia das Crianças, a moda era inserir um desenho animado ou personagem de gibi que marcou a infância. Havia por trás o discurso de manifesto contra a violência infantil. Muitos aderiram sem saber da causa. No ano passado, uma turma engajada usou fotos de índios e o sobrenome Guarani Kayowá.

A atual safra da brincadeira foi incrementada, com imagens em preto e branco, de bandas e personalidades, fotos com gifs e animações e, no caso de alguns pais corujas, a opção foi exibir suas proles, algumas um tanto crescidinhas e outras com direito a presentes no 12 de outubro.

Também aderi ao meme, mas em vez de substituir a imagem no perfil, compartilhei 13 imagens antigas, que estavam escondidas no Facebook entre milhares de álbuns. A popularidade das fotos de infância foram infinitamente maiores esta semana, se comparadas ao período original da postagem.

Brincar de ser criança, mesmo que a partir de uma simples foto no perfil, nos faz reavivar as memórias. Extrair a melhor imagem e torná-la pública requer a busca por álbuns empoeirados no guarda-roupas ou escondidos no fundo de uma gaveta qualquer.

Muitos de nós, ao explorarmos as fotos já desbotadas, nos deparamos com detalhes simples, esquecidos com o tempo, mas importantes na infância: os brinquedos preferidos, as roupas especiais para festas, o balanço improvisado, a cadeirinha de estimação. De forma involuntária, somos induzidos a reconhecer as transformações implacáveis sofridas com o decorrer dos anos.

No passado, a própria fotografia só se concretizava em ocasiões solenes. Se hoje o gesto está banalizado com as máquinas digitais e smartphones, antes era preciso ir ao estúdio, chamar o fotógrafo em casa ou ter a colaboração de algum parente que tivesse uma câmera amadora. Depois disso, aguardávamos com expectativa o demorado processo de revelação.

Arrisco dizer que nos próximos anos, quando o Dia das Crianças se aproximar, a ideia se repita. Deixo até como sugestão a postagem dos nossos antigos brinquedos. Na certa será um prato cheio para a minha geração, que presenciou desde a fase artesanal à era tecnológica: Lego, quebra-cabeça, Atari, minigame, Aquaplay, pogobol, futebol de botão, pega varetas, pega peixe, bolinha de gude, entre outros itens que hoje seriam chamados de peças de museu pela garotada.

Com a frase pinçada do perfil de uma amiga enquanto escrevia o artigo, faço minhas as palavras atribuídas ao filósofo Epicuro: “As pessoas felizes lembram o passado com gratidão, alegram-se com o presente e encaram o futuro sem medo.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 11 de outubro de 2013 por em Curiosidades e marcado , , , , .

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#piracicaba250anos #piracicaba250anos #PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions!
%d blogueiros gostam disto: