Dando Nota

Rodrigo Alves

Um festival democrático

erasmo jp

Artigo publicado em 26 de julho de 2013 no caderno Cultura do Jornal de Piracicaba

Ilustração: Erasmo Spadotto/JP

Até o próximo domingo (28), o Teatro Municipal Erotídes de Campos tem sua atenção voltada para o Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba, o Feimep. Desde a sua criação, em 2010, os organizadores o definem como “um festival diferente e verdadeiramente democrático”. Uma frase simples, mas que é comprovada pelos frequentadores.

Apesar do temporal no domingo (21), antes da abertura do Feimep, o público teve acesso a uma apresentação competente e emocionante com o recital de Jean William, que depois de Piracicaba foi ao Rio de Janeiro cantar para o papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude.

Talentoso e dotado de um carisma inigualável, o jovem tenor não apenas impressionou pela performance, mas pela simplicidade. Ele desceu do palco após a apresentação e juntou-se à plateia para sentir o termômetro do concerto. Sempre com o sorriso nos olhos e amável.

No segundo dia de concertos, uma justa e emocionante homenagem ao maestro Egildo Rizzi, que por vários anos esteve à frente da Orquestra Sinfônica de Piracicaba e que naquela segunda-feira recebeu pela primeira vez a regência do coordenador pedagógico e artístico do Feimep, André Micheletti.

Um festival democrático, verdadeiramente, como bem define seu slogan e que dá espaço também à contemporaneidade, ao experimentalismo dentro da música clássica, como demonstrou a atração de terça-feira, o Ricardo Herz Trio.

Perto de seu encerramento, o Feimep é marcado pela coesão. Primeiro pela trabalho desempenhado por Micheletti. Um piracicabano, reconhecido no contexto nacional da música erudita, que não esqueceu suas raízes e há três anos se dedica de forma exemplar à concepção do evento ao lado da esposa, Mayumi Micheletti.

Não é diferente o entusiasmo dos apoiadores e realizadores do evento (deixo registrado aqui Secretaria Municipal da Ação Cultural, Jornal de Piracicaba e Revista Arraso). Ambas dispõem de profissionais que abraçam a causa e estão diariamente preocupados com o bem estar dos 170 estudantes e 13 professores. Ao lado da equipe do Teatro Erotídes de Campos, conduzida por Heloísa Guerrini, todos se preocupam com detalhes mínimos, para que as noites sejam agradáveis à plateia e aos instrumentistas que lá se apresentam.

Pode soar suspeito o elogio, vindo de quem está envolvido também no festival. Mas é inevitável não observar, com um olhar mais próximo, o fato de Piracicaba ter se tornado ponto de encontro de grandes mestres da música clássica. Gestacionado na gestão de Rosângela Camolese, o festival fortaleceu as políticas públicas para a juventude, formou novos públicos e ocupou um vazio que antes era sentido no campo da música clássica. O nome de Piracicaba voltou a circular no calendário erudito nacional.

Não seria diferente para uma cidade como a nossa, que radicou um dos maiores nomes da música clássica, Ernest Mahle, há mais de 50 anos empenhado com a Empem, antiga Pro-Arte. Diante da sintonia, do envolvimento e da determinação das esferas pública e privada, o resultado final só pode ser extremamente positivo, como está sendo a quarta edição do Feimep.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 26 de julho de 2013 por em Curiosidades e marcado , , , , .

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

Lorenzo, 22 meses! #padrinhobabão Job da noite: Rádio Câmara Web Lorenzo fazendo arte, ensinado pelo padrinho! No filter #piracicaba250anos #piracicaba250anos #PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar!
%d blogueiros gostam disto: