Dando Nota

Rodrigo Alves

À Laura Lucci, com carinho

Dizem que a vida é feita de coincidências, mas diversas circunstâncias me deixam desacreditado desta tese. Entre a mais forte delas está a amizade com Laura Lucci.

Tive a sorte de conhecê-la em uma das edições do projeto Conversa de Boteco. Ao final do bate-papo, realizado no Bar Cruzeiro em 23 de março de 2009, ela veio se apresentar: tinha ingressado no TUSP (Teatro da USP), que implantou atividades em artes cênicas no interior. Laura assumiu os trabalhos em Piracicaba e Pirassununga, permanecendo no campus da Esalq e viajando alguns dias para a segunda cidade.

Na época, como repórter de Cultura do JP, anotei interessado o contato de Laura. Dias depois fiz  uma matéria sobre as propostas do Tusp. Poderia ter sido apenas uma matéria de jornal, um contato a mais na agenda, mas não foi. Outros encontros em cultura nos aproximaram.

Em pouco tempo, nos tornamos amigos de contato diário. Por telefone os papos duravam pelo menos meia hora (Laura adorava ficar ao telefone). Por e-mail, os textos eram mais curtos (Laura não era adepta de tecnologia).

Mas aos finais de semana os encontros eram obrigatórios, mesmo que durassem uma hora, que fossem em forma de café da tarde, almoço ou jantar. Eu precisava estar junto de Laura.

Não acredito em coincidências. Laura nasceu em 18 de abril, aniversário da minha irmã mais nova. Morreu em 5 de abril, aniversário da minha mãe.

Não acredito em coincidências. A reportagem abaixo estava “na gaveta” faz alguns meses e acabou sendo exibida no Jornal da Câmara justamente esta semana, quando começa também o 7º Fentepira. O festival talvez tenha sido o responsável por aprofundar ainda mais os nossos laços. Laura, como membro da comissão organizadora. Eu, como repórter do jornal e, depois, assessor do Festival.

Foi em Minas, comemorando o aniversário da minha mãe, que recebi a notícia: Laura havia nos deixado. A ficha não havia caído. A viagem de volta foi uma das mais tristes. O tempo passou, a dor não.

A presença de Laura continua muito forte. As lembranças são intensas, persistem de uma forma especial esta semana com o ínicio do Fentepira, o primeiro sem Laura.

Quando a pauta desta reportagem chegou na TV Câmara, fiz questão de solicita-la à minha diretora. Não foi fácil resumir em poucos minutos quem foi Laura Lucci.

Na visita à escola, vontade de chorar. Um certo nó na garganta, um sentimento inexplicável.  Aos poucos, a sensação mudou. A alegria, a paz e o espírito acolhedor de Laura Lucci se faziam presentes em cada metro quadrado da estrutura física e no sorriso das crianças.

Fazer esta matéria foi também uma singela forma que encontrei para homenagear Laura, como fez o vereador Paiva ao escolher uma escola de educação infantil com o seu nome. Escolha perfeita. Era uma educadora de mão cheia.

À você, Laura Lucci, com carinho.

5 comentários em “À Laura Lucci, com carinho

  1. Tania Kiehl Lucci
    4 de novembro de 2012

    Rodrigo

    Linda homenagem!!
    Laura sempre soube que você era uma pessoa especial!
    Obrigada pelo carinho de sempre…
    Tania

    Curtir

  2. Rosie Kiehl N. Inglez de Sousa
    29 de outubro de 2012

    Rodrigo
    Pessoas sensíveis como você tocam nossa sensibilidade. Gente é um animal em extinção, mas, felizmente, ainda sobram espíritos superiores como o seu. Falar assim da Laura revelou muito da delicadeza da alma do Autor.
    Um abraço
    Rosie

    Curtir

  3. LEDA KIEHL
    26 de outubro de 2012

    OI RODRIGO

    PARABÉNS PELA SUA REPORTAGEM. AS FOTOS DA LAURA QUE VOCÊ PUBLICOU TRADUZEM BEM SUA ALEGRIA DE VIVER.
    DURO É ACEITAR QUE INFELIZMENTE ELA SE FOI… MAS FICO MUITO CONTENTE QUE SEU NOME SERÁ ETERNIZADO COM A NOMEAÇÃO DA ESCOLA INFANTIL.
    GOSTO DE PENSAR QUE VOCÊ QUE ERA TÃO AMIGO DA MINHA FILHA LAURA, HOJE TAMBÉM É MEU AMIGO E DA TANIA.
    ABS
    LEDA

    Curtir

  4. Jorge Kiehl
    26 de outubro de 2012

    Valeu, Rodrigo! Adorei o vídeo sobre a Laura! Muito comovente, mas muito merecido! Parabéns. Jorge Kiehl

    Curtir

  5. Ninfa Sampronha Barreiros
    23 de outubro de 2012

    Muito legal Rodrigo a sua matéria. Não teria pessoa melhor para falar sobre a Laura como você. Onde ela estiver ficará comovida com a sua homenagem. Pela Escola Infantil do Bairro 1º de Maio, pela equipe de teatro do Nhô Serra, bem como por todos os seus moradores, ela será sempre lembrada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

#piracicaba250anos #piracicaba250anos #PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar! Eu pagando de tímido e sendo flagrado no Leblon Janelas do Tempo, exposição aberta hoje na Acipi, promovida pela Câmara de Vereadores de Piracicaba, para comemorar os 250 anos da cidade. #piracicaba250anos Como é bom ser criança! Lorenzo empolgado com a coleção de minions!
%d blogueiros gostam disto: