Dando Nota

Rodrigo Alves

E a Globo subiu a Favela da Rocinha

A cena é típica na manhã de toda sexta-feira na maior emissora do país, a Rede Globo. A dupla de ‘âncoras’ do Bom Dia Brasil – Renata Vasconcellos e Chico Pinheiro – convida a comentarista Miriam Leitão para ocupar o seu assento e, em trio, tem início uma série de comentários sobre os assuntos do dia. Desta vez, a ocupação da favela da Rocinha, destaque da semana no noticiário nacional e internacional. Mas o conteúdo daquele bloco renderia a qualquer comediante um prato cheio para novo show de stand-up.

“E a Miriam Leitão esteve estes dias na Rocinha. E tem números que ajudam a gente a entender os inúmeros desafios que o estado tem pela frente”, inicia Renata. (Então tá, Miriam Leitão teve uma prazerosa tarde de favelatour!).

“É Renata, eu fui lá, e também estudei todos os dados da EGP, que é o Escritório de Gerenciamento de Projetos da Casa Civil”, completa Miriam, com o olhar de PhD em favelados, mas que para conter o choro ao vivo precisou antes tomar um banho anti-comoção.

Chico Pinheiro interrompe: “É da Prefeitura, né (o EGP)”.

E Miriam, com seu olhar de censora, corrige: “não, do Estado do Rio de Janeiro!”.

A partir daí, Miriam caminha em direção ao painel eletrônico do estúdio, citando que os dados foram colhidos ‘in loco’ na própria Rocinha. “Durante um ano e dois meses, 450 jovens treinados da comunidade foram de casa em casa”, ela informa, olhando para o telespectador como se fosse necessário explicar a realização do Censo Demográfico no Brasil.

Enrolada com as informações, a didática Miriam permanece envolta aos números por quatro minutos. É claro, em alguns momentos é interrompida pelo casal, diante de certa lentidão do painel e das típicas ‘engasgadas’ provocadas pelas falhas do teleprompter. Renata chega com a pérola: “como se produz riqueza num lugar desses?”. A resposta vem depois: “eu conversei com duas pessoas, com alguns empresários. Um deles do ramo imobiliário e o outro que tem uma banca de verduras…”. (Miriam esteve mesmo na Rocinha, pra que fique bem claro!)

O bloco continua quando Chico Pinheiro assume a fala. “A impressão que dá é que a Rocinha reúne, num pequeno espaço, todos os desafios que o Brasil precisa superar”, diz o jornalista, que dias atrás exibia, no mesmo jornal, uma matéria em que andava de moto-táxi na favela. “E hoje vamos conhecer uma outra Rocinha, que pouca gente viu”, segue Chico, antes de dar as caras em nova reportagem no morro, com um colete azul a prova de balas com a inscrição ‘TV’.

Cenas cobertas com um funk musical ao fundo e aparece o mesmo Chico na reportagem do dia com a pergunta: “Boa tarde! Tá tudo tranquilo aí”. O policial do Bope, segurando um fuzil, responde em tom afirmativo como se aquele fosse o lugar mais calmo do mundo. “Agora, o curioso é que ao lado dessa subida, onde a polícia sobe armada, rola um samba ali, ó… Pois é, assim a comunidade leva a sua vida. Sempre levaram, sempre na paz”, diz Chico, com o vigor de quem olha para a realidade das favelas de camarote.

Chico Pinheiro sobe novamente no moto-táxi com microfone na mão para conhecer o Laboriaux, ponto da Rocinha cobiçado pelos mais ricos empresários, com a melhor vista do Rio de Janeiro: Cristo Redentor, Lagoa Rodrigo de Freitas, Copacabana e Ipanema.

No Laboriaux, Chico encontra um chará, proprietário de imóvel com três andares, avaliado em R$ 600 mil. Apreciando a vista para o paraíso, faz a pergunta: “Nesse momento da UPP, o que o senhor espera disso?”. A resposta: “Que o governo organize as coisa mais melhor pra todo mundo. Ajudar também, né?”.

E, assim, do “pedacinho do céu”, Chico Pinheiro encerra sua reportagem com versos sobre a Rocinha, um lugar inspirador, que nunca mais será o mesmo depois das Unidades de Polícia Pacificadora e do retrato maquiado promovido por emissoras. Bela Rocinha, ainda mais linda com a chegada da polícia, que podemos agora conhecer de perto graças à midiatização do morro.

Vamos todos de moto-táxi para um churrasco na Rocinha, acompanhados de Miriam Leitão, Renata Vasconcellos e, claro, Chico Pinheiro!

PS: Se você não pode presenciar estas cenas no seu café-da-manhã, não deixe de encerrar a sua sexta-feira sem conferir os dois vídeos.

Míriam Leitão mostra um surpreendente retrato da economia da Rocinha
Moradores da Rocinha sonham com melhorias enquanto policiais fazem incursões

2 comentários em “E a Globo subiu a Favela da Rocinha

  1. Valéria Rodrigues
    18 de novembro de 2011

    Rodrigo, o distanciamento do jornalismo da realidade atinge do mais humilde veículo áqueles que, achamos, estão preparados para analisar, com coerência um fato destes.

    O duro, é que a ideia da pauta era boa. E queimada pela ausência de uma condução que não fosse recheada da natural prepotência de quem coloca no ar o produto final.

    Eu vi a matéria do Chico na Favela e imaginei que talvez, ele pudesse estar com saudades das ruas.. mas poderia ter feito algo muito mais contributivo do que aquele passeio agendado.

    Pena… às vezes quer-se sofisticar tanto e cai-se nesta miquice.

    Curtir

  2. André
    18 de novembro de 2011

    Olá Rodrigo, fazia um tempo que eu não visitava seu blog – continua ótimo. Quanto ao post, o Pinheiro andando de moto-táxi eu tinha visto. A da Mírian, não.

    Convenhamos, hein? A Globo deu prá colocar ela de especialista em tudo agora? Antes fosse só de economia – mas ultimamente opina sobre tudo.

    E outra coisa chata é essa mania de grande parte da imprensa usar o termo “comunidade” – frescura! É favela e ponto.

    Saudações

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 18 de novembro de 2011 por em Curiosidades, Interrogação e marcado , , , , .

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

Lorenzo, 22 meses! #padrinhobabão Job da noite: Rádio Câmara Web Lorenzo fazendo arte, ensinado pelo padrinho! No filter #piracicaba250anos #piracicaba250anos #PiraParade #Piracicaba250anos Festa na roça #piracicaba250anos Jornalista sendo jornalista até no bar!
%d blogueiros gostam disto: