Dando Nota

Rodrigo Alves

Ana Beatriz Barbosa Silva em Piracicaba

A psiquiatra carioca Ana Beatriz Barbosa Silva esteve no Clube de Campo de Piracicaba na última segunda-feira, 5 de julho, para falar sobre o bullying. Por admirar um tanto o seu trabalho, compareci ao evento (em 2007, fiz uma entrevista com a médica para uma série sobre Saúde Mental no caderno Movimento – o texto ficou entre os três melhores de um prêmio da Sociedade Brasileira de Psiquiatria – e também já havia lido o livro de sua autoria, “Mentes Inquietas”, sobre TDAH).

Um tanto atrasada (pouco mais de uma hora, por causa de alguns ajustes técnicos no local), a palestra teve a presença massiva de professores e educadores, que lidam com o assunto constantemente em sala de aula. Entre as questões um tanto polêmicas abordadas por Ana Beatriz, vou fazer alguns comentários:

  •   O bullying ocorre apenas quando a pessoa se sente lesada (portanto, é necessário distinguir brincadeiras entre amigos e colegas do verdadeiro ato de bullying). Ele também precisa acontecer mais de uma vez em um curto espaço de tempo.
  • Ana Beatriz também fez referência ao problema apenas na fase escolar até o ensino médio, deixando em aberto como ele é caracterizado numa fase mais adulta, como no ensino superior. O problema existe? Infelizmente isto ficou sem uma resposta, porque devido ao atraso, apenas duas perguntas puderam ser feitas.
  • Mais um de seus exemplos: um paciente de 6 anos não ia ao banheiro da escola. Ela acreditava, então, que esta reação poderia ser fruto de bullying. Por isso, chegou a recomendar a instalação de câmeras no banheiro da escola. Claro, existiram reações dos pais, com o argumento da falta de privacidade. Enfática, Ana Beatriz disse que uma criança de 6 anos precisa de segurança e não de privacidade. Minha pergunta: não existe outra alternativa, afinal, já somos tão vigiados?
  • As considerações da médica foram, exclusivamente, sobre a forma de ajudar as crianças que sofreram o bullying. O desafio é mostrar a elas que é possível dar da volta por cima. No telão, Ana Beatriz exibiu imagens de estrelas que sofreram o problema na infância e superaram as adversidades: Madonna, Spielberg, Michael Phelps, Kate Winslet e David Beckham.
  • Mas e os chamados bullyes? Como recuperá-los? Se ainda pensarmos que são crianças e adolescentes, como deixar que se transformem nos adultos do livro Mentes Perigosas de Ana Beatriz? Isso, segundo a médica, é uma questão de política pública e praticamente nada é feito. O bullye, respondeu Ana Beatriz, sequer pode ser tratado em uma clínica, pois seu ato não é considerado doença.

2 comentários em “Ana Beatriz Barbosa Silva em Piracicaba

  1. patricia kilza
    22 de julho de 2010

    A dra. Ana Beatriz B. Silva está de parabéns pelo seu novo livro Bullying. Ela está prestando um serviço a nossa sociedade. Acompanho seu trabalho, penso se todos psiquiatras fossem como ela estariamos bem servidos.

    Patricia Kilza

    Curtir

  2. Andrea R. Martins Corrêa
    8 de julho de 2010

    Olá Rodrigo
    Excelentes as considerações, mas prefiro uma visão menos estigmatizada acerca do bullying. Por coincidência, também estou abordando o tema no site do recriando vínculos.

    abraço

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 7 de julho de 2010 por em Curiosidades e marcado , .

Tradutor

Receba notificações de posts por e-mail.

Follow Dando Nota on WordPress.com

Instagram

Breakfast in Little London Sem filtro e sem culpa B-day da Du #17aninhos #afilhadinha #cresceu #fiqueivelho Lorenzo

Flickr

Da janela do meu quarto

Projeto Música nas Escolas 2017

Mais fotos
%d blogueiros gostam disto: